segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

O perdão e o ato de perdoar.


Perdão, uma palavra tão pura, completa e dona de uma ato muito nobre, especial e também duro, para muitas pessoas, perdoar. Muitos são os que o suplicam, mas poucos, muito poucos são os que conseguem dar e/ou receber.
Segue a música de um poeta do meio evangélico que fala muito bem sobre esse assunto:
A Força do Perdão - Sérgio Lopes
Perdoar é muito mais que estender a mão e dizer eu te perdôo meu irmão, usar a voz é fácil, apertar a mão também, o difícil é revelar o coração, mas se o coração perdoa é fácil perceber, pois o coração é cúmplice do olhar, perdão que sai do coração, é jóia rara de encontrar e está na sinceridade de um olhar.
 Se eu te machuquei, reconheço que errei, só agora percebi quanto mal eu te causei, como vou falar de amor, se eu não souber amar, eu preciso de você para me ensinar, eu me arrependi e revelei meu coração, agora é sua vez de me ensinar uma lição, preciso de você pra conhecer a dor ou conhecer a força do perdão.
Muitas pessoas falam que perdoa seu próximo, sem nem saber o que significa perdoar, só se perdoa de verdade quando se perdoa com o coração e esse além de ser incomparável é também facilmente reconhecido e muito difícil de ser encontrado.
Jesus em um de seus ensinamentos falou sobre o perdão em Mateus 18: 21 e 22 "Então Pedro, aproximando-se dele, lhe perguntou: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu hei de perdoar? Até sete? Respondeu-lhes Jesus: Não te digo que até sete; mas até setenta vezes sete."
Jesus não disse que devemos perdoar nossos próximos "apenas uma vez e se merecer".
Devemos abrir nosso coração a cada dia mais e mais para que o amor de Jesus Cristo possa adentrar e tomar conta de todo o espaço que nele há, fazendo assim, poderemos ter um futuro melhor e mais saudável. Quando Jesus falou que devemos "perdoar setenta vezes sete" não quis dizer que é essa quantidade durante a vida toda, nem durante um certo período, mas sim, perdoar setenta vezes sete, vezes ao dia.
Se todos soubéssemos o valor do perdão, perdoaríamos sem nem mesmo nosso próximo pedir, devemos aprender a cada dia mais a praticar o perdão. Quando uma pessoa guarda rancor de outra, ela só faz mal a si mesma, pois quando temos um sentimento ruim dentro de nós, apenas nos machuca, isso não vai afetar nosso desafeto, porque ele não fará nem idéia do que se passa e você vai ficar lá se mordendo e doendo de raiva, podendo deixar tudo totalmente diferente, simplesmente perdoando, assim você fará um bem a você mesmo, à pessoa que era, até então, o seu desafeto, e também fará bem ao seu próximo.
Portanto sejamos benignos uns com os outros e pratiquemos a cada dia mais os ensinamentos de nosso Senhor para que nossa convivência aqui na terra seja a melhor possível tanto para nós como para quem nos rodeia.
Me perdoem se escrevi alguma baboseira e que Deus os abençoe.


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...